Para a sua comodidade, a JL Barbosa Análises Clínicas orienta sobre cada um dos exames realizados no nosso laboratório, com o intuito de esclarecer todos os pontos necessários. Possuímos, também, uma lista de perguntas frequentes para sanar as dúvidas mais recorrentes.
Saiba mais clicando no exame a ser realizado.

filtrar: abcdefghijlmnopqrstuvxwyz - todos

....
(Clique nas perguntas para ver as respostas)

Isto se chama hematoma e ocorre pelo extravasamento de sangue para fora da veia. Pode ocorrer em pessoas com veias finas, profundas ou com pressão interna elevada; por uso de algum medicamento que altere a coagulação do sangue ou por compressão insuficiente no local da punção. O ideal nesses casos, é a aplicação de gelo no local, que pode ser feita três vezes ao dia e se mostra útil até 48 horas após o aparecimento do hematoma.

Depende do tipo de exame. Para cultura, o ideal é que a urina seja colhida no laboratório.
Já a urina tipo I, que é mais comum, pode ser colhida casa.

Em exames de sangue geralmente não, mas, em alguns exames, como de urina, pode interferir. Por isso o ideal é fazê-lo fora do período menstrual. Se necessário, a urina pode ser colhida, adotando-se dois cuidados: higienização na hora do exame e uso de tampão vaginal, para evitar que o sangue menstrual contamine a urina. Diversos hormônios variam com a fase do ciclo menstrual e portanto é importante que o médico saiba em que fase do ciclo ele foi realizado, por isso algumas vezes a recepcionista pergunta qual a data da última menstruação.

O primeiro jato de urina traz células e secreção que podem estar presentes na uretra, principalmente se existir um processo inflamatório e/ou infeccioso chamado uretrite.
Quando se está preocupado com uma possível infecção urinária, é importante que o material examinado não seja "contaminado" com o que estiver na uretra.
Daí a necessidade de desprezar o primeiro jato e coletar o jato médio, ou seja, uma urina que representa bem o material que está na bexiga.

Sim, em especial o de triglicérides. Uso de qualquer bebida alcoólica (vinho, cerveja, uísque) na véspera da coleta é suficiente para elevar os seus níveis, alterando os resultados. O álcool também altera muitos outros exames, como colesterol ou gama glutamil transferase, em intensidade variável. Por isso, o ideal é, antes da coleta dos exames, ficar pelo menos três dias sem ingerir qualquer bebida alcoólica.